Redução do Estômago por Endoscopia - Gastroplastia Endoscópica

 

Overstitch™ - Sistema de Sutura Endoscópica

O que é o Overstitch™?

 

OVERSTITCH™ – é o nome dado ao dispositivo que, após acoplado ao aparelho específico de endoscopia, permite realizar algo inédito na especialidade da endoscopia digestiva: a sutura endoscópica. Portanto, OVERSTITCH™ se traduz em SUTURA ENDOSCÓPICA. Sendo assim, pode ser usada para qualquer finalidade médica onde se deseje aproximar tecidos por endoscopia, sem a necessidade de uma cirurgia.

Há muitos anos este equipamento vem sendo utilizado no mundo todo, principalmente EUA e Espanha. Aprovado recentemente no Brasil pela ANVISA, este procedimento permite o uso de técnicas endoscópicas menos invasivas, reduzindo a taxa de morbidade e invasão ao paciente, tais como:

 

⦁ Gastroplastia redutora por Endoscopia;

⦁ Revisão pós cirurgia bariátrica (reganho de peso);

⦁ Tratamento de fístulas e complicações pós cirurgia bariátrica;

⦁ Tratamento de perfurações gástricas e intestinais;

⦁ Sangramento do trato gastrointestinal de difícil controle. 

 

Redução do estômago por endoscopia

 

Através da sutura endoscópica é realizada uma diminuição do espaço gástrico, ou seja, o volume total do estômago é reduzido, então a quantidade de alimento que o paciente ingere será menor. Sem a necessidade de cortes ou cirurgia, utilizando o aparelho de endoscopia. 

O procedimento é realizado através de suturas ou pontos no estômago, reduzindo cerca de 70 % da sua capacidade.

Veja um vídeo da Clínica Mayo (Estados Unidos) sobre o procedimento:

Indicações

 

Pacientes com índice de massa corporal (IMC) acima de 30 que não conseguiram manter a perda de peso com outro método, como tratamento clínico, dieta, exercícios físicos e medicações.

 

Pacientes com IMC acima de 30 que não possuem condições de cirurgia bariátrica ou que não à desejam.

 

Pacientes que falharam no tratamento com balões gástricos.

 

Pacientes que querem um tratamento mais efetivo na sustentação do peso perdido a longo prazo do que balão gástrico.

 

O paciente deve estar disposto a comprometer-se com mudanças saudáveis ​​no estilo de vida, acompanhamento médico regular e participar de terapia comportamental.

Contra-indicações

Pacientes com alto risco cardiológico.

 

Pacientes que não podem submeter-se à anestesia geral.

Vantagens

- Menos invasivo e sem incisões cirúrgicas.

 

- Procedimento rápido (45 a 60 minutos em média).

 

- Alta no mesmo dia para casa.

 

- Menor risco de complicações durante e após o procedimento.

- Não é retirada nenhuma parte do estômago ou intestino.

 

- Procedimento reversível cirurgicamente ou eventualmente após 2 a 3 anos devido rompimento espontâneo da sutura realizada.

 

- Resultados de perda de peso mais duradouros que o procedimento de balão intra-gástrico.

Desvantagens

 

- Não é coberto por planos de saúde.

 

- Custo elevado.

 

- Potencial afrouxamento da sutura com o passar do tempo ou por alimentação inadequada ou esforço de vômito.

 

- Não é tão restritiva quanto à cirurgia bariátrica e é menos efetiva.

 

 

Riscos

 

- Nos estudos realizados o procedimento apresenta um índice de segurança muito favorável. 

- Risco comum à anestesia geral

- Sangramento <1%

- Fístula < 1%

- Obstrução <1%

- Falha em perda de peso (reganho de peso).

- Dor, náuseas e vômitos podem ocorrer por alguns dias após o procedimento. Estes sintomas são usualmente tratados com medicações sintomáticas. A maioria dos pacientes sentem-se melhores após 2 dias.

 

Este procedimento não é temporário, porém pode ser convertido para alguma cirurgia bariátrica, se indicado.

 

O que esperar?*

 

- Comer menos.*

- Saciedade precoce.*

- Perder peso.*

- Perda de peso de 20% do peso total da pessoa sustentada por 2 a 3 anos.*

- Melhora dos índices glicêmicos em diabéticos, dos níveis de pressão arterial em hipertensos e redução da apnéia do sono.*

 

Em longo prazo, a manutenção do peso dependerá exclusivamente das mudanças de hábitos, com alimentação saudável e prática regular de atividades físicas. Assim como na cirurgia bariátrica, caso volte a ter os maus hábitos antigos, o paciente poderá voltar a ganhar peso.

 

* Os resultados, como em qualquer procedimento para perda de peso, seja medicação, método endoscópico ou cirúrgico é variável em cada indivíduo, relacionado com mudanças saudáveis ​​no estilo de vida, acompanhamento médico regular e participação de terapia comportamental. Estes resultados apresentados foram publicados em estudos recentes em pacientes acompanhados durante 3 anos que submeteram-se ao procedimento.

Como é o procedimento ?

 

Neste procedimento o estômago tem o seu volume significativamente diminuído através de pontos no estômago por dentro, fazendo com que ele “murche”. Ele adquire a forma de um tubo, fica tunelizado, comportando uma quantidade de menor de comida. (Conforme ilustração e vídeo abaixo).

 

Veja como funciona o procedimento de redução do estômago por endoscopia na animação abaixo:

Após a minuciosa seleção do paciente, com exames prévios, avaliações adequadas e exame endoscópico, pode-se agendar o procedimento. O paciente passará algumas horas na nossa clínica ou hospital. O procedimento demora em média 1 a 2 horas e é realizado por endoscopia, sem qualquer incisão externa, sob anestesia geral, realizada por médico anestesiologista. Após o procedimento, os efeitos colaterais, quando existem, normalmente, não duram mais que 72 horas. Os mais comuns são dor abdominal, náuseas, vômitos, excesso de gases e dor na garganta e na língua pela introdução do aparelho. Por isso é necessário o uso de medicações para minimizar os sintomas após o procedimento. Retorno a vida normal após 3 dias do procedimento. O paciente, no entanto, deverá seguir uma dieta específica durante um período de tempo e que será orientada por nossa equipe, além de tomar os medicamentos prescritos.

 

Pós Procedimento

 

Assim como todo tratamento de obesidade, o paciente deve ter um acompanhamento multidisciplinar obrigatório, com nutricionista, visitas regulares por pelo menos 1 ano com o médico que realizou o procedimento, prováveis exames endoscópicos durante esse tempo e assim que possível realizar também atividades físicas, além do que, se necessário, acompanhamento psicológico. 

É IMPORTANTE SABER QUE: 

Antes de qualquer procedimento, é fundamental consultar um especialista. A endoscopia digestiva alta tem poucos riscos de sangramento e perfuração. No entanto, apenas um médico qualificado pode realizar a endoscopia e fornecer as informações necessárias antes e depois do procedimento.

 

A mudança nos hábitos alimentares e prática de exercícios físicos do paciente são imprescindíveis para o sucesso do procedimento. O principal objetivo deste tratamento é promover a reeducação alimentar, para que o paciente mantenha o peso após a retirada da estrutura de silicone. 

 

A gastroplastia endoscópica é um procedimento que proporciona a perda de peso moderada. Este tratamento é direcionado a casos específicos de sobrepeso e, por isso, a consulta ao especialista é importante no diagnóstico de cada situação. Este procedimento é realizado sob anestesia geral. 

 

Além do médico, é necessário também o acompanhamento de profissionais da Psicologia, Nutrição e realizar atividades físicas.

Saiba mais sobre os outros tratamentos para obesidade: